Educação e Tecnologia no Telegram

Sei que a maior parte dos meus artigos aqui costuma ser sobre banco de dados. Mas um assunto que sempre me foi caro é a educação. Para quem não sabe, já fui professor por um bom tempo e já participei do “Comitê para Democratização da Informática” em SP, o CDI-SP. Então as questões de como educar para a tecnologia e como usar a tecnologia na educação sempre me foram caras. A história de que a maioria dos professores ainda ensinam como se estivessem numa sala de aula de 100 anos atrás ainda é real. E nossos alunos vivem numa realidade completamente diferente. O jovem de hoje não quer mais ser jogador de futebol, astro do rocks ou ator de cinema, eles querem ser youtubers, gamers e hackers. O jovem de hoje não usa mais lápis, caneta, lapiseira ou máquina de escrever. Eles usam telas touch screen e seus dedos deslizam pela tela! Eu ainda não consigo fazer isso. Vejo adolescentes deslizando seus dedos em telas escrevendo mais rápido que eu que fiz curso de datilografia e digito com os 9 dedos.

A discussão não é mais apenas como criar bons softwares educacionais, usar lego e ensinar pascal. Estamos na era das impressoras 3D, do whatsapp, snapchat, Arduido, smartphones. Nem os professores mais conservadores carregam mais consigo um dicionário, todos pesquisam na internet. O aluno de hoje não precisa mais decorar uma quantidade enorme de informação, ele precisa saber se comunicar, se adaptar, interpretar. A educação tem que mudar e está mudando em muitos lugares de formas diferentes.

Há 10 anos o governo federal embarcou na ideia do “One Laptop Per Child” idealizado pelo cientista do MIT Nicholas Negroponte. O resultado é que temos milhares de laptops mofando nas prateleiras das escolas sem uso. Alguns professores reclamam que eles não funcionam, outros simplesmente preferem passar uma cópia para os seus alunos. Na outra ponta vemos escolas que não usam mais papel e tinta, usam apenas tablets na sala de aula. Vemos uma infinidade de cursos à distância, telepresenciais e coisas do tipo.

E você, qual a sua experiência, quais as suas ideias? Queremos trocar figurinhas, para isso criamos um grupo no Telegram, o “Educação e Tecnologia“. Espero vocês lá!

1 comentário

  1. Pingback: Educação e Tecnologia no Telegram – DBA Brasil

  2. Pingback: Educação e Tecnologia no Telegram | DBA4All

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *