Free as a bird

Há uns 10 anos atrás, eu e mais dois amigos resolvemos viajar até o Rio de Janeiro e passar a virada de ano por lá. Gasolina no carro um pouco de dinheiro e lá fomos nós saindo de São Paulo no dia 30/12. Ao chegar lá a noite, não conhecíamos absolutamente nada de lá. Ficamos perdidos e assustados e a experiência de tentar dormir no carro com pernilongos picando a gente não foi boa. Achar um hotel não foi fácil. Nos perdemos várias vezes e dizem que se perder no Rio de Janeiro não é muito bom. Especialmente se você perceber que está ficando muito acima do nível do mar…

Após lutar para achar um hotel que tivesse uma mísera vaga, achamo algo que pudéssemos pagar sem ter que voltar no dia seguinte sem um tostão. O lugar era horrível, coisa de filme de terror. Resumindo, tudo indicava que a viajem ia ser um fiasco. No dia seguinte as coisas começaram a melhorar quando estávamos convencidos de que podíamos relaxar um pouco fomos até o bondinho do Pão de Açúcar. Paisagem maravilhosa, ânimos revigorados e começa a tocar no rádio do bondinho a música “nova” dos Beatles Free as a Bird. Vou te contar… eu sorria a toa!

O resto da viajem foi maravilhosa. Conhecemos pessoas muito legais, fomos bem acolhidos, conhecemos lugares lindos, comemos do bom de do melhor, bebemos, tocamos violão, tudo perfeito! A aventura de sair de São Paulo com a cara e a corajem, sem planejar nada foi muito bem recompensada.

Ontem, após o sucesso da abertura do “II Fórum Regional de Software Livre do ABCD”, me senti como no bondinho do Pão de Açúcar novamente! Mesmo com todos os erros que cometi no caminho, mesmo com todas as dificuldades tudo deu certo. A abertura contou com falas qualificadas de representantes políticos e o Sr. Corinto Meffe deu um Show a parte mesmo respondendo a perguntas capciosas. Conseguimos encher o auditório que contou com no mínimo 200 pessoas e os comentários no final foram realmente muito bons.

O pessoal da organização está realmente de parabéns. Ainda temos muito trabalho pela frente com dois dias de fórum pela frente. Mas agora, boa parte da tensão já se dissipa e já posso abraçar toda a equipe que está fazendo um trabalho incrível!

Acho que até o final do Fórum o PSL-ABCD deve crescer bastante e teremos novo fôlego para tocar mais e melhores eventos no ano que vem. Acho que duas coisas na fala do Corinto Meffe foram muito fortes: a importância da comunidade para o software livre e uma frase quando se referia a competitividade entre a comunidade em torno do Software Livre que deixou todo o público absolutamente calado:

“O software é livre, mas a forma de pensar ainda é propritária”.

Bem, por hoje acho que já chega. O pessoal do Ministério do Planejamento acabou de chegar e vamos entrar em “missão diplomática” hoje… tâmo ficando chique!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *