A origem do CAOS

A ciência moderna nada mais é do que uma coleção de frustrações.

Nos idos do iluminismo, lá por 1800 e bolinha, acharam que iriam conhecer toda a história da humanidade, acabar com a fome, a violência e a dor. Tudo em vão.

Vieram máquinas, técnicas e teorias e lá estamos nós, miseráveis, cercados de guerras e medo e ainda cheios de traumas. E há quem ainda pague um analista…

Mesmo as promessas menos pretensas não foram atingidas:
– Não realizamos a fusão nuclear a frio
– Não descobrimos a cura da AIDS e do câncer
– Não atingimos a temperatura do 0K
– Não viajamos a velocidade da luz
– Não conseguimos atingir o vácuo absoluto
– Não descobrimos o universo paralelo do outro lado dos buracos negros
– Não transformamos chumbo em ouro
– Não recebemos pizza pela Internet

e ainda criamos a poluição do ar, da água, além da poluição visual, sonora e martírios como a dança disso e daquilo (me nego a citar nomes), programas de radio e televisão realmente incríveis (também vou me omitir da possibilidade de citar nomes) entre outras pérolas da modernidade. Que saudades do Beethoven!

Bem, apesar de tantos fiascos e promessas não cumpridas, uma promessa se cumpriu! Muitos achavam que era impossível se atingir o CAOS absoluto. Que é possível sempre encontrar algum tipo de ordem no CAOS. Pois bem, este mito foi finalmente quebrado! O CAOS agora reina absoluto!

Tudo começa com o medo. Sim, o medo é a origem do CAOS absoluto, senhores! O medo de perder o poder. É sim, acontece que quando por algum motivo (muitas vezes o medo de alguém superior perder o poder) alguém assume uma posição de comando sem, digamos assim, o preparo mínimo esperado para o cargo. Então como se manter nesta posição de prestígio se há sempre a possibilidade de haver alguém com remota possibilidade de possuir mais preparo. A resposta é simples e a prática é natural: o CAOS. Cada decisão e cada passo dado conduz tudo e todos ao CAOS.
As pessoas deixam de compreender o funcionamento das coisas, tudo para de funcionar normalmente e todos mergulham no CAOS como quem tenta sair de areia movediça. Então o comandante passa a ser o gestor do CAOS, uma figura prestigiada pela coragem de encarar o difícil desafio de liderar tão complexa organização.

Se você se encontrar um dia em meio ao CAOS, não lute contra ele. Você ganhará novas tarefas, trabalhará até mais tarde todos os dias, inclusive nos feriados. Depois você descobrirá que todo o seu trabalho desaparecerá em meio ao CAOS como o 13º de quem vive de Salário Mínimo. O CAOS é traiçoeiro e ganha adeptos em todas as esferas e índole de pessoas. Sua força em destruir a ordem é infinitamente superior a fúria dos Titãs assim como o orgulho de seus promotores é tão grande quanto os Deuses do Olimpo são capazes de cultivar.

Os cépticos que duvidam da capacidade do CAOS absoluto em destruir permanentemente qualquer tipo de ordem corre o grande risco de se perder em meio a sua tentativa de provar o contrário, portanto, ao se deparar com o CAOS, fuja desesperadamente antes que ele tome conta da sua vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *