Migração do Oracle II, a hora da verdade!

Ontem (sábado), após terminadas todas as exportações que começaram a rodar na sexta-feira, comecei as importações…

Dropamos os banco antigo, apaguei qualquer resquício de arquivos que haviam sobrado. Criamos uma estrutura de pastas para os datafiles de dados e índices separadamente, para os redo e archives. Tudo nas partições previamente montadas de forma a dividir a carga em discos SCSI separados. Se bem que isto não importa tanto, pois em breve tudo deve voltar para o nosso storage, assim que nos livrarmos das partições NTFS dele!!! Mas primeiro, é melhor se concentrar nesta parte da migração…

Primeiro puxamos os usuários do banco antigo. Isto demorou um pouco, pois o danado do Oracle exige que você ponha um nome de usuário que contenha somente algarismos entre aspas, e os outros nomes não precisam disso. Até perceber este detalhe perdi um tempão nisso. Depois vieram os grants e os roles. Pronto, agora sim podemos começar a fazer as importações dos dados.

Imports rodando, é hora de ir almoçar, já são mais de 13 horas. Dia de comer bem, fomos comer um filé de badejo com camarão. Umas duas horas depois voltamos e começamos a compilar alguns triggers, procedures e packages, consertando algumas besteiras neles, algumas um pouco bizarras.

No entanto dois imports não haviam terminado às 18 horas. Verificamos o estado e percebemos que um dos imports não estava nem na metade, melhor ir para casa e voltar no dia seguinte.

Cheguei cedo hoje, as importações foram concluídas finalmente, agora é só compilar mais algumas triggers, procedures e packages, desativar o servidor antigo e mudar o IP e hostname no servidor novo e enfim chegará a hora da verdade, fazer os testes finais e esperar que “tudo” corra bem na 2ª quando tudo volta no ar.

E lá vamos nós…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *