PostgreSQL BR 2008

Chega o final do ano e todos mandam seus cartões de natal, e-mails com executáveis suspeitos (que não abrem no Linux 🙂 ) e desejam aquele kit felicidade com natal, ano novo, páscoa, carnaval, fada dos dentes, etc. Também é época de balanço de fim de ano, promessas para o ano que vem, etc.

Bom, não gostaria de falar de mim no momento, gostaria de falar sobre como foi a minha sensação e o que eu espero para o ano que vem na comunidade PostgreSQL Brasileira.

Balanço 2007

Este ano foi sem dúvida um marco histórico na comunidade que já vem crescendo há algum tempo. O crescimento da comunidade de Software Livre como um todo, tem favorecido muito o PostgreSQL que é visto como uma solução livre robusta para ambientes corporativos. Os desenvolvedores tem feito um trabalho fantástico agregando um desempenho crescente e funcionalidades dignas dos maiores competidores do mercado. Mas foi o porte nativo para Windows que fez a comunidade brasileira dar um salto em 2004.

Hoje é difícil haver um grande evento de Software Livre sem uma palestra de PostgreSQL. O FISL costuma ter pelo menos uma meia dúzia de excelentes palestras. Em 2006 o PostgreSQL contou com um stand próprio no CONISLI e em 2007 um stand no FISL.

A participação no FISL de 2007 teve algumas conseqüências importantes. O pessoal da comunidade decidiu se organizar um pouco e tiraram algumas resoluções:

  • Se associar a ASL. A associação junto a ASL ficou por conta dos nossos desenvolvedores nacionais (Euler e Diogo) e nos permitirá ter mais autonomia e transparência no trato com doações e patrocínio. Junto a ASLa comunidade PostgreSQL tem uma conta no banco e pode emitir recibos e realizar gastos para viabilizar projetos da comunidade.
  • Unificar todas as listas de discussão no domínio da própria comunidade ( http://listas.postgresql.org.br/ ). Não foi uma tarefa simples, no começo muita gente chiou um pouco… mas logo a lista tomou seu rumo natural e as discussões estão cada dia mais interessantes. Tivemos assuntos com mais de 100 e-mails com ótimo nível de discussão.
  • Realizar o primeiro evento só de PostgreSQL no Brasil. Parece incrível mas deu certo! Nos dias 7 e 8 de dezembro o PostgreSQL Conference Brasil 2007 aconteceu em grande estilo. Muita gente organizando, alguns erros e muitos acertos. Ficou com um excelente gosto de quero mais. Só para se ter uma idéia, vou colocar alguns números dos participantes que se inscreveram normalmente para o evento (não inclui organizadores, palestrantes e patrocinadores):
    • Tivemos a seguinte distribuição por estado:
      • 7 de Brasília
      • 3 de Goiás
      • 1 de Roraima
      • 11 de Minas Gerais
      • 16 do Rio de Janeiro
      • 113 de São Paulo
      • 17 do Paraná
      • 9 de Santa Catarina
      • 6 do Rio Grande do Sul
    • Por tipo de cargo, tivemos:
      • 9 Administradores de Sistema / Rede
      • 84 Analistas de Sistema / Desenvolvedores / Programadores
      • 42 Coordenadores, gerentes, diretores ou sócios
      • 16 DBAs
      • 8 Área de projetos
      • 3 Suporte
      • 21 Outros
  • Montar um site novo com um CMS que use PostgreSQL (foi escolhido o Drupal). Esta ação começou a pouco, graças aos esforços do Ribamar Sousa que provocou o pessoal na lista e tomou a iniciativa. Não sei se vamos terminar de arrumar o portal antes do final do ano, mas certamente já estaremos com as coisas bem encaminhadas.

Idéias para 2008

Realmente não foi pouca coisa. Deu muito trabalho tudo isso. No entanto, melhor que 2007 são as perspectivas para 2008. Não há nada oficial por enquanto… não há um plano definido, mas há idéias no ar. Algumas coisas que direi aqui são fruto do meu delírio pessoal, outras são coisas que são praticamente certas de que irão ocorrer.

  • Consolidar o novo site com Drupal em www.postgresql.org.br . Com o novo portal, creio que poderemos fazer algumas coisas novas, como um newsletter, banners de patrocinadores, busca textual etc;
  • Mais artigos em pt_BR sobre PostgreSQL. Com o novo portal deveremos ter mais gente escrevendo sobre PostgreSQL. Muitos já se disponibilizaram a ajudar.
  • Um planeta PostgreSQL em pt_BR. Já temos um número considerável de pessoas escrevendo sobre PostgreSQL. Após uma discussão na lista, parece que teremos muitos novos blogueiros falando sobre PostgreSQL;
  • Um PostgreSQL Weekly News em pt_BR. Já houve uma tentativa de traduzir o PWN no final do ano passado, mas faltou fôlego para dar conta do trabalho. Outra coisa que poderia ser feito é publicar o PWN pt_BR no site e numa lista separada só para isto;
  • Traduções, muitas traduções. Há um trabalho enorme de tradução para ser feito: documentação oficial, mensagens de erro, PGAdmin3, etc. Organizar isso não é fácil, mas acredito que no ano que vem teremos mais gente ajudando nisso;
  • Maior aproximação com as universidades. Soluções como o Tamanduá da UFMG e o Pargres da UFRJ precisam ter alguma ligação com o PostgreSQL internacional. Precisamos servir como ponte entre as universidades e o PGDG.
  • Uma lista de provedores de hospedagem com PostgreSQL no Brasil. Este é um trabalho complicado, mas um dia alguém via começar! Tive a idéia de montar uma tabela inicial e pedir para as pessoas ajudarem a completar as lacunas. Pode ser uma iniciativa interessante;
  • Mais casos de Sucesso. Fiquei pensando numa forma de publicar melhor alguns casos de sucesso. Tem muita gente usando o PostgreSQL e poucos divulgam isso. Precisamos melhorar esta parte. Fracassei miseravelmente na tentativa de fazer isso neste ano, mas creio que em breve conseguiremos coisa melhor. Já estou com algumas idéias
  • PGCon Brasil 2008! Sim, é quase certo que ocorrerá entre agosto e setembro de 2008 em São Paulo. Ainda temos que começar a organizar isto, mas pela empolgação de quem foi, deveremos ter mais patrocinadores, o que significa melhores condições, por explo para trazer mais palestrantes internacionais. Creio que o formato deva ser o mesmo, pois de certo: dois dias de evento numa Sexta e Sábado. Uma sugestão que eu achei interessante, é a de fazer o evento num hotel. Apesar da maioria das pessoas serem de SP, apenas 25% dos participantes moram na cidade de São Paulo e imediações. Isto facilitaria muito o entrosamento dos participantes e simplifica muito o deslocamento. Creio também que deverão haver um número maior de propostas de trabalho, o que elevará o nível do evento. Por fim podemos precisar de um auditório maior…

E por que não… sonhar com 2009!

Em 2009 eu espero que tenhamos uma comunidade mais amadurecida. Se conseguirmos realizar a maior parte do que escrevi aqui em 2008, em 2009 estaremos colhendo frutos interessantes como:

  • Maior demanda por DBAs PostgreSQL no mercado;
  • Maior número de Empresas que dêem suporte e formação em PostgreSQL;
  • Ter a Documentação Oficial completa traduzida para pt_BR;
  • Ter um maior número de desenvolvedores contribuindo com código no PostgreSQL e seus derivados no PgFoudry;
  • Ter eventos menores (provavelmente de 1 dia) em outros locais além de São Paulo, como DF e Nordeste;
  • Mandar um desenvolvedor brasileiro para o PgCon internacional. Acho que temos muita coisa interessante por aqui… precisamos ir lá fora mostrar o nosso trabalho também. Eu achava que seria um exagero… mas o Sr. David Fetter me deu um puxão de orelha e me convenceu da importância que temos.

Bom… por enquanto é melhor eu parar de delirar um pouco e arregaçar as mangas. Afinal, 2008 já está aí!!!

1 comentário

  1. Fernando Ike Responder

    Pode me mandar a merda…

    Show me to code. Quanto disso será revertido para o PostgreSQL, seja em tradução, código ou bugs? Se não tiver essas metas o grupo de usuários é só um vapor de propaganda que suga o projeto original.

    Esta no seu TODO, mas não é prioridade para ti pelo que tu posta na lista pg-geral. 😉

    Ok, pode me mandar a merda duas vezes. 🙁

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *